Se energize

Se energize
Cultive esse hábito

Glúten



Fonte: Jornal Bem Estar No 01*Maio 2012, fl 4, por Mariana Alcântara

‘Muito se tem ouvido falar a respeito do glúten, mas afinal o que é o glúten? Sabe-se que é uma rede de proteínas, composta principalmente por gliadina e glutenina, que se encontram nas sementes de vários cereais, principalmente no trigo. Mas existe glúten também o centeio, cevada, aveia, malte e seus derivados (farelos, farinhas, germe, etc.). No pão de farinha de trigo, elas representam 80% das proteínas do trigo. Essas proteínas formam uma massa pegajosa e fibrosa. A medida que essa massa é trabalhada, o glúten faz com que ela adquira adesividade e elasticidade.
Problema
De acordo com médicos e nutricionistas, essas proteínas transformam-se numa espécie de cola que gruda nas paredes intestinais, provocando aos poucos saturação do aparelho digestivo, dificultando a absorção de vitaminas e sais minerais, causando o aumento da gordura visceral (região do abdômen), dores articulares, alergias cutâneas, enxaquecas e inclusive depressão, pois os neurotransmissores como a serotonina, responsável pelo bom humor, são secretados pelo intestino.
O risco está na alimentação ocidental, pois ingerimos excesso de pães, biscoitos, macarrão, bolos, tortas que além do glúten ainda contém açúcares, aditivos químicos, etc... O resultado tem aparecido nos consultórios dos nutrólogos, alergistas e nutricionistas, com pacientes apresentando obesidade, síndrome de resistência à insulina, deficiência de cálcio (pois o trigo vem sempre adicionado de açúcar), diarreias e doenças autoimunes. De acordo com o nutrólogo João Curvo, para os chineses o excesso de glúten no organismo é sinal de má higiene interna: o metabolismo emperra, favorecendo as bactérias que gostam de calor e estagnação, causando uma intoxicação silenciosa que se reflete em vários órgãos, favorecendo o aparecimento de doenças. Inclusive diminuindo a imunidade das pessoas, pois é no intestino que alojamos muitas células responsáveis por nossas defesas. É necessário então, uma boa higiene interna para desintoxicar o organismo e reduzir a acidez do nosso corpo, equilibrando o pH sanguíneo.’
DICAS - Para ajudar no equilibrio do pH sanguíneo o ideal é
Deixar de tomar refrigerantes, alimentos com açúcar, farinha branca (essa é a vilã, alimentos integrais PODEM é o ideal), abusar dos sucos de frutas com verduras, principalmente a couve (rica em cálcio e suas fibras vão limpando as paredes dos intestinos e retirando as proteínas do glúten) – ler páginas ao lado direito do blog – sucos e receitas; ter uma reeducação alimentar, beber água com pH acima de 7,4 (conheço a MInalba), mas confira sempre no rótulo, evite água abaixo de 7,2; abuse de frutas e verduras crúas, veja dicas da cozinha crudivora da Conceição Trucom no site: http://www.docelimao.com.br/site/
Ah! E tome pelo menos 1 limão espremido em jejum, também reduz a acidez do sangue, por incrível que possa parecer. Leia mais sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Chrmo - Vida e Saúde

Chrmo - Vida e Saúde
Atendimento On Line

Mônica H Louvison

Minha foto

Bióloga, Acupunturista e Massagista, há 14 anos e mestre em Reiki.